Arquivo do mês: novembro 2014

Como reduzir a contaminação por dioxinas?

dioxins_graphic National cancer institute2

A ingestão de alimentos contaminados por dioxinas é responsável por 90-95% das dioxinas presentes no organismo, enquanto o contato dérmico e inalação é minoritário, salvo exceções. As dioxinas e furanos são subprodutos de certos processos industriais, gerados pela combustão de compostos contendo cloro, que contaminam o ambiente, e, consequentemente o ser humano. Entre todos os isômeros formados, o 2,3,7,8 tetraclorodibenzo-p-dioxina é comprovadamente o mais tóxico, sendo cerca de 500 vezes mais tóxica que a estriquinina (veneno) Continuar lendo

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Forçar a criança a comer pode levar a neofobia alimentar!

neofobia

A neofobia alimentar (rejeição a novos alimentos) embora seja hereditária, também pode se expressar pelos fatores ambientais, como, por exemplo, crenças maternas e pressão imposta a criança na hora de comer Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Nutrição Infantil, transtorno alimentar

Anvisa divulgou os resultados da Analise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos

agrotoxicos

Anvisa (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou no dia 14 de novembro (2014)  a segunda etapa do Relatório Final do Programa de Analise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA) de amostras coletadas em 2012. O relatório traz um total de seis alimentos monitorados: abobrinha, alface, feijão, fubá de milho, tomate e uva, cujos resultados ainda não haviam sido divulgados. Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em agrotóxicos em alimentos