Você conhece todas as competências de um Nutricionista?

nutricionista

Atualmente, muito se fala sobre saúde e nutrição, em diversos meios de comunicação e em rodas sociais. Realmente, falar de nutrição é um tema que atrai o interesse de todos, pois alimentação é vida! Ou melhor qualidade de vida!

Porém, na maioria das vezes, quando o assunto é alimentação as discussões estão cercadas de muitas polêmicas, estimuladas pela mídia em geral, como “afinal, pode ou não pode?”, “é permitido ou proibido?”, frutos de uma reflexão simplista, como se o contexto alimentar pudesse ser encarado como uma fórmula matemática, que se resume ao “certo” ou “errado” e generalizada a todos!

Entende-se que estas discussões são impulsionadas pelo acentuado aumento de problemas de saúde, que vem afligindo a humanidade, ligados às mudanças de hábitos alimentares e estilo de vida. Assim, o interesse em conhecer melhor “os caminhos” de uma boa alimentação vem despertando o interesse de muitas pessoas e muitos profissionais de diversas outras áreas. Porém, informações pulverizadas na mídia, oriundas de fontes não confíáveis, “terapias alternativas” e interpretações equivocadas de pesquisas científicas com resultados limitados a situações específicas, sem validade suficiente para ser tido como “consenso”, vem atropelando o bom exercício da única profissão legalmente preparada para tal atuação, que é o profissional nutricionista, e confundindo a população.

A apropriação equivocada de informações “pulverizadas” na área de alimentação e nutrição e sua reprodução na forma de orientações alimentares, feita por pessoas não formadas/capacitadas, pode gerar riscos à saúde das pessoas que se “nutrem” destas “desinformações”, carregadas de mitos, tabus, preconceitos e proibições descabidas, que impulsionam desequilibrios nutricionais e transtornos psíquicos, com implicações sérías à saúde pública e individual.

Parafraseando um famoso dito popular “de nutricionista e louco todo mundo tem um pouco”. Este cenário até seria cômico, se não fosse trágico e irresponsável.

Diante disto, caro leitor julgamos importante muní-lo de informação confiável e legal sobre as atribuições de um profissional nutricionista, regido pela Lei 8234, de 17 de setembro de 1991, que regulamenta a profissão de nutricionista.

São atividades privativas dos Nutricionistas:

I- direção, coordenação e supervisão de cursos de graduação em nutrição;

II- planejamento, organização, direção, supervisão e avaliação de serviços de alimentação e nutrição;

III- planejamento, coordenação, supervisão e avaliação de estudos de dietéticos;

IV- ensino das matérias profissionais dos cursos de graduação em nutrição;

V- ensino das disciplinas de nutrição e alimentação nos cursos de graduação da área de saúde e outras afins;

VI- auditoria, consultoria e assessoria em nutrição e dietética;

VII- assistência e educação nutricional a coletividades ou indivíduos, sadios ou enfermos, em instituições públicas e privadas e em consultório de nutrição e dietética;

VIII-assistência e dietoterápica hospitalar, ambulatorial e a nível de consultórios, de nutrição e dietética, prescrevendo, planejando, analisando, supervisionando e avaliando dietas para enfermos.

Atribuem-se, também, aos nutricionistas, as seguintes atividades, desde que relacionadas com alimentação e nutrição humanas:

I-elaboração de informes técnico cientiífico;

II- gerenciamento de projetos de desenvolvimento de produtos alimentícios;

III- assistência e treinamento especializado em alimentação e nutrição;

IV- controle de qualidade de gêneros e produtos alimentícios;

V- atuação em marketing na área de alimentação e nutrição;

VI- estudos e trabalhos experimentais em alimentação e nutrição;

VII-prescrição de suplementos nutricionais, necessários a complementação da dieta;

VIII-solicitação de exames laboratoriais necessários ao acompanhamento dietoterápico;

IX- participa;ção em inspeções sanitárias relativas a alimentos;

X- análises relativas ao processamento de produtos alimentícios industrializados;

XI- participação em projetos de equipamentos e utensílios na área de alimentação e nutricão;

É obrigatória a participação de nutricionista em equipes multidisciplinares, criadas por entidades públicas ou particulares e destinadas a planejar, coordenar, supervisionar, implementar, executar e avaliar políticas, programas, cursos nos diversos níveis, pesquisas ou eventos de qualque natureza, direta ou indiretamente relacionados com alimentação e nutrição, bem como elaborar e revisar legislação e códigos próprios desta área.

Por fim, um dos princípios básicos do Sistema Único de Saúde (Lei 8080, 19/set/1990) é a integralidade da assistência aos cidadãos e a interdisciplinaridade do atendimento integral. Assim, nenhum profissional da área de saúde tem formação integral e suficiente para compreender o ser humano em todos os seus aspectos, devendo contar com a atuação interdisciplinar.

Portanto, quando o assunto é alimentação “de verdade”, consulte um profissional Nutricionista!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em atribuições de um nutricionista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s